Meu Primeiro Marketplace

17 de abr de 2018

6 métricas que você precisa acompanhar no seu negócio

6 métricas que você precisa acompanhar no seu negócio

Em todo negócio é fundamental a análise de dados e métricas para que ações e melhorias efetivas sejam implementadas. No universo do e-commerce fica mais fácil, pois praticamente tudo que é feito pelo usuário na sua página pode ser medido e registrado de forma assertiva.

Se pensarmos em uma loja física, por exemplo, não é simples avaliar o número exato de pessoas que entram na loja mas não compram nada, e este é um número relevante.

Hoje, o blog Opencoin traz 6 métricas que devem ser analisadas para que sua loja online tenha aumento no número de conversões.

 

Receita capturada e receita aprovada

A receita capturada é o conjunto de pedidos realizados no site. Porém, nem todos esses pedidos têm o pagamento efetivado. Os motivos podem ser diversos: não pagamento dos boletos, recusa do cartão de crédito ou bloqueio do cartão pelo sistema antifraude da plataforma.

A receita aprovada, então, se refere às compras que tiveram os pagamentos realizados, gerando caixa para a empresa. Entender a diferença entre essas métricas é essencial para basear ações em cima de números reais. Estes dados estão, também, relacionados a outros termos comentados a seguir.

 

Ticket médio

O ticket médio é o valor total de suas vendas dividido pela quantidade de clientes, em determinado período. Por exemplo: se o seu faturamento em um mês foi de R$ 10.000,00 e esse número equivale a 200 vendas, seu ticket médio será de R$ 50,00 por cliente.

Manter o ticket médio alto, principalmente quando comparado ao frete, é fundamental para manter o interesse do usuário em comprar pela internet, e não em lojas físicas. Outro fator relevante deste dado, é que, por meio dele, é possível prever receitas para novas estratégias de mercado.

Se o ticket médio estiver baixo, é válido aplicar descontos ou fornecer brindes. Outra possibilidade é rever o mix de produtos.

 

Produtos adicionados ao carrinho de compras

É fundamental entender quais produtos estão chamando a atenção, mesmo que a compra não seja efetivada. Assim, podem ser verificadas tendências de mercado, gostos e perfis dos usuários, se diferentes condições de compra estimulam a venda de determinado produto, entre outras análises.

No caso de itens que nunca foram comprados ou adicionados ao carrinho de compras, realizar promoções pode ser uma alternativa para girar o estoque.

Já se parte de sua receita está concentrada em alguns poucos produtos, é interessante focar em uma estratégia que ofereça mercadorias que complementem seu uso.

 

Abandono do carrinho de compras

O índice de abandono do carrinho de compras mostra que consumidores tiveram interesse pelo produto, mas algo os levou a desistir da compra durante o processo de checkout.

Não é possível saber com certeza o motivo do abandono, mas, se o número for alto, é hora de reavaliar as etapas de compra. Verifique prazos de envio, preço do frete, segurança e tempo de cadastro, por exemplo, visando criar melhores condições para o cliente converter a compra.

 

Taxa de rejeição

Esta métrica se refere aos clientes que entraram na sua página, mas não realizaram nenhuma interação, não foram para outras páginas ou não clicaram em nada. Quanto mais baixa for sua taxa de rejeição, melhor o cenário.

A taxa de rejeição permite análises sobre a efetividade da comunicação e do design das páginas. Ela possibilita, por exemplo, saber se a primeira página acessada pelo cliente tem força para mantê-lo interessado ou quais seções têm maior poder de interação com o usuário. Um consumidor que não consegue localizar as informações que procura irá abandonar o site rapidamente.

 

Leia também: 5 dicas para evitar abandono de carrinho